5ª e 6ª Provas do Henrique Gonçalves 2020 (2ª Manga)

Domínio total de Manuel Gameiro.

Chegando ao recinto de Palmela, ainda “quente” de uma prova que tinha feito antes, Manuel Gameiro mostrou nos treinos, que tinha vindo com a “força toda”. Na corrida, Manuel Gameiro, cilindrou a concorrência, deixando o segundo lugar a 0,197s e obtendo os cinco pontos referentes à melhor volta da prova.

Manuel Gameiro, ainda estava “quente” de uma prova realizada anteriormente. Chegou ao recinto “à tabela”, realizou a Pole Position, volta mais rápida e venceu a prova (sem espinhas).

O segundo posto, ficou para Estéfano Matos, que bem tentou mas não conseguiu contrariar a postura vencedora de Manuel Gameiro. Nuno Silva, foi terceiro, seguido dos tempos de Jorge Humberto Gomes e Cristiano Duarte, que se estreou assim neste evento.

Cristiano Duarte, realizou uma excelente prova, pontuando pela primeira vez, neste evento.

A pior das posições, ficou na posse de Martim Fidalgo, sendo seguido pelos tempos de: Diogo Constante, Daniel Donnini, o campeão de 2002 Paulo Cruz e a fechar a lista dos dez primeiros, ficaria o registo do jovem Afonso Reis.                                   

5ª prova da 2ª manga:

1º Manuel Gameiro (1,05,586s.) da Os Kartugas, 2º Estéfano Matos (1,05,783s.) da Team Matos e 3º Nuno Silva (1,05,855s.) da Apex Team.

6ª Prova * 2ª Manga

Tardou mas lá chegou. Estéfano Matos, dominou toda a prova.

Ao fim de anos a correr na nacional Kart e tendo estado inúmeras vezes, perto de o fazer, Estéfano Matos é o mais recente piloto a entrar para a galeria dos vencedores da Rota K. se a prova lhe correu de feição, em termos de tempos por volta, Estéfano não deu hipóteses aos adversários, deixando o segundo classificado a 0,415s.

Prova de sonho para Estéfano Matos. Ninguém teve andamento para si e já tardava um excelente resultado, para alguém que tantas vezes esteve “quase lá”.

Nesse lugar, Martim Fidalgo, ficou com a sensação de que poderia ter feito melhor, mas as condicionantes da prova e com um adversário direto que lhe impediu o andamento, Martim sai de Palmela, com a sensação de dever cumprido, até porque conseguiu resistir à tentação de forçar ultrapassagens.

Se não fosse Diogo Constante, Martim Fidalgo poderia até ter feito melhor tempo por volta. No entanto, a realização do 2º melhor tempo, foi bastante positivo para o jovem piloto.

Manuel gameiro, seria desta vez o terceiro, seguido dos tempos de Filipe Espirito-Santo e Daniel Donnini que se estrearam nesta tabela.

Também Daniel Donnini, se estreou a pontuar neste difissilimo evento.

O pior dos lugares, seria desta vez de Diogo Constante, sendo seguido pelos tempos de: Afonso Reis, Paulo Cruz, Nuno Silva e o jovem Jorge Coelho, fechariam o lote das dez melhores voltas da prova.          

6ª prova da 2ª manga:

1º Estéfano Matos (1,05,384s.) da Team Matos, 2º Martin Fidalgo (1,05,799s.) da Deam Circuit e 3º Manuel Gameiro (1,05,909s.) da Os Kartugas.

Esta entrada foi publicada em 23º Campeonato Nacional Kart. ligação permanente.