17ª e 18ª Provas do Henrique Gonçalves 2020 (3ª Manga)

… Campera [Carregado * Campera Karting (A)]…

17ª Prova * 3ª Manga

Após anos de promessas, elas foram desta feita cumpridas.

Com ainda uma terceira manga em discussão e com um número muito restrito de participantes, o interesse foi o de ver, até que ponto as equipas responderiam a esta prova. Armando Santos, bateu-se que nem um leão (no caso dele, deve ser melhor comparar com uma “águia”) e com o tempo de 48,409s, bateria o tempo de Manuel Gameiro por 184s.

Armando santos, “deu tudo”, nesta prova, ficando detentor da melhor volta da corrida.

Para azar deste ultimo, como já tinha participado na 2ª manga de dia 27 de Setembro, o seu tempo não foi contabilizado, assim como o terceiro melhor registo que foi de Estéfano Matos. Assim sendo, o herdeiro deste segundo lugar, seria Frederico Cruz, que pontuava assim, pela terceira vez consecutiva.

Embora beneficiando do fato de outros pilotos não poderem pontuar, Frederico Cruz realizou um excelente tempo, ficando assim com os pontos relativos ao segundo lugar da prova.

Bruno Marques, fecharia o “pódio” no que seria a sua estreia nesta tabela, seguido dos registos de João Dinis e Rodrigo Ferreira, com outras duas estreias. Ivan Bostorf, ficaria com o pior lugar (sexto), enquanto Pedro Marques, ficaria a escassos 0,69s de pontuar, sendo assim relegado para o sétimo lugar, sendo seguido pelos tempos de: Ricardo Mestre, Francisco Carmo e Ricardo Marcelino fecharia lote dos dez mais rápidos.             

17ª prova da 3ª manga: 1º Armando Santos (48,409s.) da Lynx Kart Racing Team, 2º Frederico Cruz (48,822s.) da WingMan e 3º Bruno Marques (48,836s.) da BLP InterRacing.

18ª Prova * 3ª Manga

A segunda do ano para Vilson Rosa.

Nesta ultima prova do ano, Marcelo Nicoluzzi, seria o mais rápido e muitos poderiam perguntar porque pontuou? Pontuou, porque na ultima prova, Marcelo Nicoluzzi, não esteve presente e assim, viu nesta uma hipótese de se redimir.

Ausente na segunda manga, Marcelo Nicoluzzi “cilindrou” totalmente a concorrência, ficando detentor da ultima melhor volta do 23º Campeonato.

O segundo melhor registo, ficou na posse de Rodrigo Ferreira, que deu mostras aqui, de ser um nome que possivelmente, irá dar muito que falar. Estéfano Matos, realizaria o terceiro melhor tempo, mas há imagem da prova anterior, não pontuou, dando lugar a Ricardo Marcelino, que fecharia assim o pódio.

Fixem este nome “Rodrigo Ferreira”, pois ou muito nos enganamos, ou iremos ouvir falar muito dele. Nesta prova, mostrou não só um excelente andamento, como uma postura digna de um piloto de topo.

Armando santos, seria o quarto, na frente de Frederico Cruz, que pontuou assim, nas ultimas quatro provas do ano. O sexto tempo, seria de Ricardo Mestre, seguido de: Ivan Bostorf, Francisco Carmo, João Dinis e Bruno Marques fecharia o “top-ten” da ultima prova do ano.          

18ª prova da 3ª manga: 1º Marcelo Nicoluzzi (48,685s.) da BS (Belas Serrão), 2º Rodrigo Ferreira (48,882s.) da Lumi Racing e 3º Ricardo Marcelino (49,033s.) da Galgo MotorSport 1.

Esta entrada foi publicada em 14º Campeonato Nacional Kart. ligação permanente.