Regulamento da 13ª Edição da Taça Rota K (2019)

Regulamento para a 13ª Taça Rota K (2019)

A Rota K está a promover para o corrente ano de 2019, um evento denominado 13ª Taça Rota K. Para tal, apresentamos o regulamento específico, o qual todos os participantes, pelo facto de se terem inscrito, deverão comprometer-se a cumprir.

Há imagem do anterior ano, este evento, continua a homenagear a memória de Carlos Pires. Piloto da equipa SkyFall, que participou e venceu os 11º e 12º Troféus Nacional Kart.

 

Generalidades

  1. A Taça segue os pontos do regulamento geral Nacional Kart incluído no Anuário 2018 / 2019. É no entanto, um evento que tem moldes muito “pouco habituais”, sendo assim único.
  2. A 13ª Taça Rota K, será efetuada no Kartódromo Internacional de Palmela, pelas 15h00 do dia 7 de Dezembro de 2019 e tem o custo de 80€ por equipa (sem jantar) [a transferir para o nib: 0036.0139.99100036355.41 (Rota K Associação de Desportos Motorizados)]. No caso que quererem ficar para o jantar, acrescentar 15€ por pessoa, (exceto as que já têm direito a ele, devido a terem cumprido os requisitos exigidos no 22º Campeonato).
  3. A 13ª Taça será limitada a 30 equipas e está aberta a todos os pilotos que queiram participar. As equipas presentes nos eventos de 2019, terão prioridade em relação às demais até ao dia 20 de Novembro de 2018.
  4. A 13ª Taça Rota K, segue os seguintes moldes:

4.1 – Todas as equipas, terão de se apresentar a partir das 14h30, para efetuarem as verificações administrativas. Nessas, serão sorteados os karts a usar nas três mangas, assim como a sua posição na grelha de partida da primeira prova.

4.2 – Serão efetuados 5 min. de treinos livres e 3 corridas de 25 min. cada.

4.3 – A formação da 1ª grelha de partida, será encontrada por sorteio (Rimo EVO 6).

4.4 – A formação da 2ª grelha de partida, será a inversa da 1ª grelha (Rimo EVO 6)..

4.5 –  A formação da 3ª grelha será o resultado do somatório das 2 provas (Sodi GT4 – R).

4.6 – Todas as equipas, terão obrigatoriamente de entrar na zona das boxes, entre os min. 10 e 15. Lá, terão de permanecer obrigatoriamente, durante 1 minuto. Se não o fizerem dentro do tempo estipulado, terão uma penalização de 30 segundos. O desrespeito do tempo mínimo de presença, terá uma penalização de 5 segundos por cada segundo a menos. Se não se entrar durante a prova, a respetiva penalização será de 3 voltas. A troca “forçada” de kart, antes da abertura da janela de trocas, não invalida o facto de se ter de entrar nas boxes, durante a abertura das mesmas.

4.7 – Após cada corrida (manga), os karts serão trocados pelos anteriormente sorteados, tendo cada equipa a garantia de que, não voltará a correr com o mesmo kart.

4.8 – Não há troca de karts, a não ser por decisão do grupo de comissários. Não é também permitida, qualquer alteração do kart (incluindo ajustamento de pressões de pneus).

4.9 – Se não chover, a 3ª corrida é no sentido contrário às duas anteriores.

4-10 – Os treinos, 1ª e 2ª provas, serão efetuadas com os Rimo Evo 6 de 270 cc e a prova final, com os Sodi GT 4 –R de 390cc.

  1. Sempre que entrarem nas boxes, todos os pilotos são obrigados a passar pela balança, onde terão de ter o peso comunicado no brífingue. O peso será encontrado, pesando os dois karts (270 cc e 390 cc) e acrescentando 80 kg ao peso dos mesmos (arredondamentos para cima).
  2. A penalização será de 1 volta por cada kg em falta.
  3. O Kartódromo será responsável pelo fornecimento dos karts, que serão sorteados antes dos treinos. Os karts que terminarem a 1ª corrida, serão os que estarão na partida para a 2ª. Só no caso de avaria grave, poderão ser trocados pelo pessoal do Kartódromo.
  4. Cada equipa poderá ser composta por um ou dois pilotos.
  1. O vencedor da 13ª Taça Rota K, será a equipa que amealhar mais pontos nas 3 corridas. Para desempate, conta a melhor volta da ultima corrida.

Ponto Único

  1. Eventuais casos omissos ou dúvidas suscitadas na interpretação do presente regulamento, serão analisadas e decididas pela Rota K, sem direito a recurso.

Troféu Carlos “SkyFall” Pires

  1. Continuaremos a homenagear ao nosso saudoso colega Carlos Pires (1992-2016). A Rota K irá premiar o piloto mais rápido e regular da Taça. Para isso irá seguir o regulamento do Henrique Gonçalves em todas as três provas do evento, pontuando todos os cinco pilotos mais rápidos de cada uma.

Ficha de inscrição (preencher e enviar para: geral@nacionmalkart.com)

Ficha_Taça_2019

Esta entrada foi publicada em 13ª Taça Rota K (2019). ligação permanente.